Site Autárquico de Alvito

Tardes no Castelo em Alvito

Tardes no Castelo em Alvito

10 de setembro 2016

Tardes no Castelo
10 de setembro - 18.30h
Pátio da Pousada do Castelo de Alvito

"Fragmentos" Teatro
Pelo grupo amador RefugiActo
Apoiado pelo programa PARTIS, da Fundação Calouste Gulbenkian


FRAGM ENTOS

“Este espetáculo foi criado pelo grupo a partir de histórias individuais e de família, considerações, memórias, dúvidas, leituras, ideias, trocas, sonhos. Cada cena corresponde a horas e horas de levantamento e edição de material nascido nos ensaios, nas residências artísticas, nos piqueniques, nas festas de anos, nas boleias, nas pausas do chá e café… Queríamos um processo verdadeiramente artístico e este trabalho perseguiu a prática teatral, assente na repetição, na procura da palavra certa, no corpo, no coletivo, no público, no erro e, sobretudo, na vontade de contar as histórias verdadeiras da partida forçada e da chegada ao desconhecido – quando se consegue chegar. Estes intérpretes chegaram e ficaram, juntaram-se e decidiram usar o teatro para aprender e para ensinar. O RefugiActo é uma família teatral, cujos laços de sangue dão nós apertados no coração e que fala numa só língua, a do teatro, para que todos (se) possam entender.

O teatro no CPR surge no âmbito das aulas de Português. Em 2004, nasce o RefugiActo, grupo de teatro constituído por refugiados de diferentes países. Contando com mais de 10 criações originais, o RefugiActo existe até hoje para ser a voz dos refugiados, e tem feito apresentações pelo país e gerado debates e reflexões sobre o universo dos refugiados em Portugal e no mundo.

Pelo RefugiActo já passaram pessoas de muitas nacionalidades, nomeadamente: Afeganistão, Albânia, Bielorrússia, Caxemira, Colômbia, Costa de Marfim, Gana, Geórgia, Guiné Bissau, Guiné Conacri, Irão, Iraque, Kosovo, Palestina, Mianmar, Nigéria, Portugal, Ruanda, Rússia, Sri Lanca.

O Grupo tem beneficiado ao longo destes anos de formação e acompanhamento da parte de profissionais, designadamente de António Revez, Bruno Bravo, Miguel Castro Caldas, Raquel André e Davoud Ghorbanzadeh, Arlindo Horta e Rui P. Garcia.”

CONTACTOS